o caminho para a felicidade

Este blog é nada mais que o relato da minha luta contra a compulsão alimentar. O caminho a percorrer pode ser longo e difícil, mas eu vou conquistar a minha felicidade! Eu sou capaz.

28 dezembro 2005

baby steps...

Olá,
Desculpem a demora. Eu disse que passava por cá no Domingo e só apareci hoje! Sorry…
Bem, primeiro vou-vos mostrar os meus menus da semana passada:
Segunda-feira- 19/12/2005
p.almoço: café com leite
almoço: sopa
lanche: café com leite e um pão integral
jantar: sopa e um iogurte
ceia: café com leite e sande de queijo
Terça-feira – 20/12/2005
p.almoço: café com leite
almoço: sopa e 2 ovos escalfados
lanche: café com leite e um pão com fiambre
jantar: sopa + panado + massa + um iogurte
Quarta-feira – 21/12/2005
p.almoço:
nada – acordei tarde
almoço: sande de panado + iogurte BIO + café e 4 tostas integrais
lanche: café com leite e 1 pão integral
jantar: sopa + arroz e cabrito no forno + fruta
ceia: leite com Bolero
Quinta-feira – 22/12/2005
p.almoço: nada- voltei a acordar tarde
almoço: sopa + 1 pão + 1 banana
lanche: café com leite e meia torrada com pouca manteiga
jantar: arroz + panado + sopa + 1 maçã + 1 bombom Rafaello
Sexta-feira – 23/12/2005
p.almoço: café com leite + 1 pão
almoço: sopa + iogurte Bio + fruta
lanche: café com leite + tostas integrais
jantar: sopa + peixe no forno+ 1 banana
Sábado – 24/12/2005
p.almoço: nada – acordei tarde
almoço: sopa (para variar ;-) ) + fruta
lanche: café com leite e um pão (também para variar)
jantar: bacalhau + couve + 1 batata pequena + 2 rabanadas + ½ copo de champanhe.
Domingo – 25/12/2005
A compulsão ataca de novo! Pois é, sobrevivi à noite de consoada, mas passei a tarde de domingo a ver TV deitadinha na cama e a partilhar uma caixa de bombons de chocolate com a minha sister. A partir daí, perdi completamente o controle e acho que só o recuperei hoje de manhã. Estou muito arrependida por me ter deixado ir abaixo outra vez. Mas não me vou recriminar. Não adianta de nada chorar sobre o passado. O importante é mudar o presente para usufruir do futuro. E depois, tenho de me felicitar pelos bons resultados conseguidos: o máximo que eu aguentava sem ceder à compulsão era 3/4 dias! E eu aguentei 6 dias seguidos!!!! Para mim isto é fenomenal! Reparem que eu não estou a falar de deslizes do género de não ter resistido a um bolo de chocolate ou de ter comido piza em vez do peixe grelhado. Não, as minhas compulsões são muito mais graves que isso. Espero não vos chocar… A verdade é que, tal como o psiquiatra que consultei há algum tempo atrás me disse, eu sou verdadeiramente bulímica, só que não vomito. Ou seja, uma a duas vezes por semana, eu tinha verdadeiros ataques de fome ou compulsões em que ingeria uma quantidade enorme de comida. Nesses momentos, se não houvesse comida suficiente em casa eu saía para comprá-la e voltava a casa para realizar verdadeiros festins, chegando a comer até ficar maldisposta. A única diferença entre mim e uma bulímica é que eu sou incapaz de vomitar. A sério, eu nunca vomito, cheguei a ficar desesperada por tentar fazê-lo e não conseguir… Mas ainda bem, se não…acho que me tinha tornado anoréctica.
Ontem, por exemplo, (até tenho vergonha de contar isto) após ter jantado bem, comi praticamente uma dúzia de bombons que tinham sobrado de Domingo e, por volta das 22h, ainda fui ao Mac (que infelizmente fica muito perto de minha casa) e comprei dois hambúrgueres, sumo, batatas fritas e um sundae de caramelo e engoli tudo mal cheguei a casa. Só não comi mais porque não conseguia. Isto é uma compulsão. É uma vontade tão forte que faço coisas sem pensar. Sinto-me como se fosse um drogado que precisasse da sua dose. Às vezes, chego a comer às escondidas e a gastar fortunas em comida que escondo pela casa para o meu marido não ver. É horrível. Mas eu sei que não consigo acabar com estes impulsos de um momento para o outro. A comida é como se fosse uma droga, um vício que eu tenho que ir perdendo aos poucos. Se eu conseguir aumentar os espaços entre as compulsões, chegarei a um ponto em que já não sofrerei mais esses episódios.
A ajuda psiquiátrica pouco ou nada ajudou e o nutricionista não me disse nada de novo e quase me levou à falência. Por isso, estou a contar com o vosso apoio para me ajudar nesta longa batalha que tenho pela frente. Aos pouquinhos vou conseguindo. Para já, estou feliz por ter conseguido passar 6 dias sem compulsões e o meu próximo objectivo é não ceder às compulsões dois dias seguidos. É que depois, custa mais levantarmo-nos.
Obrigada pelo apoio. Nem vos conheço pessoalmente e já vos considero minhas amigas do coração! Eu sei… sou uma lamechas…
Beijos enoooooooooooooormes!

7 Comments:

At quarta-feira, dezembro 28, 2005, Anonymous laurita said...

oi oi oi.amiga...levanta-te...sacode a poeira...e dá a volta por cima!prá frente é k é caminha...amanhã é outro dia...o k lá vai,lá vai...entendeste a mensagem?espero k sim!tens k seguir o teu caminho,com muita força de vontade.para o k precisares,podes contar comigo.não sei se sabes qual é o meu cantinho.de qualker modo fica aki.é laurita.blogs.sapo.pt.aparece por lá...serás muito bem vinda!beijinhos docinhos.

 
At quarta-feira, dezembro 28, 2005, Blogger behind_the_shadows said...

fogo k cena! tava a ler o teu texto das compulsoes e parecia que estava a ler a minha propria historia.. pois tenho tal e qual o msm problema que tu.. considero que sou bulimica mas sem vomitar pois ja xeguei a comer quantidades de uma vez surpreendentes... mas vamos conseguir.. e unidas somos mais fortes ;)

 
At quinta-feira, dezembro 29, 2005, Anonymous pirulita said...

Olá querida gatinha :)

Estive a ler este teu post e quando estava a ver a tua ementa dos últimos dias (sem ainda ter chegado à parte da compulsão) só pensava: a Kitty está a fazer uma alimentação demasiado severa e restrita com ela mesma! Isto ainda vai descambar em disparate...

Quando eu cheguei à fase da compulsão, só pensei: foi c legitimidade que a Gatinha cometeu estes exageros, pois andou a controlar-se em demasia nos últimos dias!

Se calhar se não fores tão rigorosa nos outros dias e se cederes a uma ou outra tentação, talvez consigas evitar compulsões durante mais tempo!

Até posso estar a dizer grande disparate, querida, mas foi o que me passou pela cabeça!

BEIJOCA grande :) *

 
At sexta-feira, dezembro 30, 2005, Anonymous nany said...

Oi Kitty!
Não sei se aceita minha amizade, mas gostaria de entrar junto contigo nessa luta. Sofro de anorexia e sei que juntas vamos dissipar muitas coisas que são ruins...
Conte comigo! Bjos

 
At sexta-feira, dezembro 30, 2005, Blogger Aninha said...

Oi

Não conhecia o teu blog, mas ja vi que temos muita coisa em comum, sendo a compulsão uma delas. Em vários posts já relatei episódios verdadeiramente macabros de compulsão, de comer até me empanturrar e ficar mal disposta. Sou obcecada com o peso e, quando sinto essas vontades de comer, faço-o às escondidas, à noite, no quarto. É estúpido, já tive dias em que saí de propósito p comprar croissants, bolachas, bolos, pão, chocolates, enfim, e empanturro tudo de uma vez, mesmo depois de estar satisfeita. É como uma droga; começando a comer, parece q é impossível parar.
Ando a ver se encontro o equilíbrio no controlo...
Beijo grande
Ana

 
At sábado, dezembro 31, 2005, Anonymous cyberprincess said...

Olah :)
Desejos de um FELIZ ANO NOVO 2006
repleto de muita Paz e Prosperidade!
Que neste novo ano que se inicia
todos os teus sonhos se realizem!
Bjos*

 
At sábado, dezembro 31, 2005, Anonymous caralinda said...

Olá, vi hoje o teu blog e adicionei ao meu também..fizeste bem em criar um blog...eu desde Agosto que tenho vindo a perder peso, não só com a dieta mas esta ajuda é fundamental..as tuas compulsões para mim também não me são tão estranhas assim, tb já tive muitas...estou muito melhor!!!!!!!! Não tem nada a ver...mas acho que é por me conhecer....o que acontece antes de ter uma compulsão, e consigo identificar o que me leva a comer!! é aqui reside a principal prevenção.. beijinhos

 

Enviar um comentário

<< Home