o caminho para a felicidade

Este blog é nada mais que o relato da minha luta contra a compulsão alimentar. O caminho a percorrer pode ser longo e difícil, mas eu vou conquistar a minha felicidade! Eu sou capaz.

03 dezembro 2006

Desapareci, mas vou voltar!


Em primeiro lugar quero agradecer os comentários afectuosos que me deixaram e pedir desculpa por andar desaparecida. Só passei para explicar a razão do meu desaparecimento: um emprego novo que me ocupa todo o tempo. Mas, prometo voltar em breve para vos contar todas as novidades!
Beijocas grandes!

02 novembro 2006

Balanço Negativo


Como podem ver pela hora de «postagem», hoje acordei cedo. É uma das consequências de voltar a tomar o anti-depressivo. Penso que é a que mais detesto, porque adoro dormir e com esta medicação a partir das 7h da manhã já não consigo dormir mais, nem sequer consigo estar na cama. Começo a ficar nervosa e não consigo estar quieta. Viro-me para um lado e para o outro, até que tenho mesmo de sair da cama porque já não aguento mais e, de qualquer maneira, o sono já não vai voltar…
Não gosto de tomar medicação, mesmo quando é receitada pelo médico. Tenho sempre a sensação de que estou a envenenar o meu corpo, de que o melhor é resolver os problemas, físicos ou não, de forma progressiva e natural. Mas, neste caso, achei que o melhor era voltar ao tratamento que o médico aconselhou, porque já não estava a aguentar mais!
Pois é, tenho uma confissão a fazer: engordei. Estes últimos tempos tenho vivido em função da comida. Tenho usado a comida como consolação para os problemas profissionais, familiares e pessoais que tenho vivido. Estou a atravessar uma fase difícil como tantas outras na minha vida e tenho cedido a todas as compulsões, desejos e apetites. O resultado é horrível. A minha roupa já não me serve e ontem decidi não fugir mais da balança e pesar-me: 85Kg!! Mais um record negativo atingido este ano! Definitivamente isto não está a correr bem! Mas também, do que é que eu estava à espera? A comer como tenho comido e sem fazer exercício físico só podia dar nisto! Sinto-me desiludida comigo mesma e já estava a começar a perder a esperança de um dia voltar aos meus 64 Kg, por isso inscrevi-me no ginásio (começo hoje) e decidi retomar a medicação para a depressão (ainda não tinha terminado o tratamento). Sinceramente não sei se vou conseguir, mas pelo menos vou tentar.
Peço desculpa se fui um mau exemplo, mas eu sou mesmo assim. Já emagreci, já engordei, já fui magra, estou gorda, sou um exemplo perfeito das dietas iô-iô! Também já tentei a reeducação alimentar, mas não consegui mantê-la durante muito tempo. Parece que só consigo lidar com os problemas comendo! Não posso continuar assim… Quando penso no mal que estou a fazer ao meu corpo… Não posso continuar a matar-me aos poucos…
Tirei umas fotos de mim em fato de banho para tomar consciência de como eu estou. Olho-me ao espelho sempre de fugida, porque não consigo enfrentar a imagem que ele me reflecte. As fotografias ajudam-me a ver e a interiorizar os efeitos da alimentação que tenho levado. E talvez me ajudem também a compreender a necessidade de uma mudança nos meus hábitos alimentares.
Não sei se vou conseguir… já comecei tantas vezes e o resultado foi sempre mau… Mas tal como diz a Sara (http://www.meuemagrecimento.blogger.com.br/) «Só não consegue quem desiste»!
Conto convosco para me darem uma força adicional e para me ouvirem e me perdoarem quando as coisas ficarem difíceis.
Obrigada a todos e todas e um grande abraço desta vossa amiga.

20 outubro 2006

A minha semana

Terça e Quarta – passei «quality time» com a afilhada de oito anos que adoro!!

Quinta – Arrumei o meu escritório e comecei finalmente a fazer exercício!!!

Sexta – fiz os recados do costume, arrumei a casa e fui lanchar com a sister para fazer exercício à língua e pôr a conversa em dia!

Sábado – Vou passar este sábado entre duas miúdas amorosas: a minha afilhada e uma primita de cinco anos. São uns amores. É bom tê-las cá em casa. È como se eu própria voltasse a ser criança! Lol


À noite vou sair com os amigos.

















Esta foi a minha semana!

16 outubro 2006

Algumas imagens do meu Domingo



Queria apenas partilhar convosco algumas imagens do meu Domingo convosco.
Beijocas para todos e todas!



P.S.- Caty desculpa a demora. Finalmente mudei o teu endereço de blog!

12 outubro 2006

A Realidade

Para quem perguntou, a resposta é mais complicada do que parece à primeira vista. A rapariga do meu sonho (imaginário) sou eu, mas não o eu presente. Já fui eu e serei eu novamente, quando conseguir atingir o fim da minha barrinha de peso, ou pelo menos, quando estiver lá perto.
Agora deixo-vos aqui umas fotos para reflectirem. Afinal as stars também são reais e sofrem dos mesmos problemas que nós!
Olhem o caso da Janet Jackson ou da Mariah Carey!
Mariah Carey antes / Mariah Carey depois



Janet Jackson antes / Janet Jackson depois

10 outubro 2006

O meu sonho




Ela acorda.
Os raios de sol entram pela janela. Pensa: que bem que sabe o calorzinho da cama! Que bom que sabe acordar depois de uma noite bem dormida!
Estica-se e sente o seu corpo firme a contrair-se e depois a relaxar-se. Imagina o seu dia com um sorriso nos lábios e levanta-se. Banho, cremes, o espelho devolve-lhe uma imagem agradável, toca na sua barriga outrora disforme e mole, e sorri. Sente-se orgulhosa daquilo que alcançou. Sente-se orgulhosa do seu aspecto.
Volta ao quarto. Escolhe o que vai vestir. Sem qualquer problema, encontra algo em que se sente bem. Uns jeans justos, uma casaco cintado é tudo o que necessita para se sentir bonita!
Passa o creme na cara, penteia o cabelo e maquilha-se. Entra no carro e sai de casa com a confiança de quem se sente bem consigo mesma e com a vida.
Os óculos de sol ajudam a enfrentar o dia luminoso e a rádio faz-lhe companhia durante o trajecto para o trabalho. Ri, canta, e, num piscar de olhos, chegou ao emprego. Mas antes de entrar, passa no café da esquina e é com prazer que saboreia um pão integral torrado e a meia de leite do costume.
Sorri às caras conhecidas e quem a vê sabe que se sente feliz. Nem se apercebe de que o tempo passa por ela, porque está demasiado ocupada a viver a vida!

26 setembro 2006

Comentários mal intencionados


Este Sábado fui ao casamento de uma das minhas melhores amigas, diverti-me muito, ri-me, dancei e acima de tudo, senti-me muito bem comigo mesma. Toda a gente me disse que eu estava muito bem, gira e elegante!!! Fiquei super feliz.
Gastei um dinheirão na roupa, comprei uns sapatos de salto alto super sexys, arranjei as unhas, fui ao cabeleireiro, fui à esteticista maquilhar-me especialmente para a festa. Ou seja, esmerei-me e valeu a pena!!
Toda esta preocupação pelo meu aspecto tem uma razão: dois dias antes, a mãe da noiva disse-me de caras e na maior lata que eu estava e cito: «…mesmo gorda…» três vezes. Sim, não uma, nem duas, mas três vezes. Será que a mulher acha que eu não ouvi da primeira vez?! Como é mãe da minha amiga não a mandei passear, mas bem que me apeteceu. Ainda não contente, na sexta-feira, disse, à frente de outras pessoas, a mim e a uma outra amiga minha, que estávamos as duas gordas. Passa-se qualquer coisa de errado com aquela mulher. Claro que aí mandei-lhe uma boca e ela não voltou a tocar no assunto. Mas a verdade é que fiquei a sentir-me insegura e para compensar isso esmerei-me e, apesar de não ter ouvido um único elogio da boca dela, ouvi muitos de outras pessoas.
Por que será que há pessoas que gostam de chamar a atenção para o óbvio? Eu tenho espelhos em casa e olhos na cara! Ninguém melhor do que eu sabe que estou gorda. E aliás, não estou nenhum monstro de banhas para causar tanto espanto!!!
Às vezes acho que estas pessoas só dizem essas coisas para magoar, para rebaixar, para desmoralizar a pessoa visada. Porque ali, não havia sombra de preocupação, não havia nenhuma intenção positiva, havia apenas a ironia e a maldade…
Mas o importante é que não me deixei afectar por isso e diverti-me imenso!! Estas pessoas não merecem que eu perca um minuto sequer a pensar na maldade que me fizeram!

Ontem à noite fui ver o espectáculo Cats. Já o tinha visto há uns seis anos atrás em Londres e foi bom recordar esse momento. Aconselho vivamente!

Ainda me faltam cumprir alguns dos meus objectivos para este mês e os meus objectivos diários não estão a ser cumpridos como deviam. Esta semana tenho de me esforçar mais!